O caso do solado vermelho

Ainda comentando, divulgando e opinando sobre questões polêmicas, eis que surge mais uma aqui no blog: O Caso do do Solado Vermelho da Louboutin.



Christian Louboutin é de fato "o cara do solado vermelho" e está processando Yves Saint Laurent, Carmen Steffens e todos que tiverem a audácia de produzir solados vermelhos, que segundo ele é sua 'marca' registrada, patentada em 2008. Carmen Steffens declarou que seus calçados de solado vermelho são produzidos pela empresa desde 1996 e não são uma alusão à Louboutin, mas sim a própria marca, que é vermelha. A Yves Saint Laurent não se manifestou.
Realmente, a sacada de Louboutin é genial, o solado vermelho foi criado inspirado no pop art e com um quê de Luis XIV ("Luís XIV inventou o luxo tal como o conhecemos hoje. Os diamantes e o champanhe, por exemplo, tornaram-se sinônimo de sofisticação e glamour em seu reinado. Os sapatos de salto alto, indispensáveis para as mulheres elegantes, foram idéia dos artesãos do palácio. Durante seu reinado, inventaram quase todos os tipos de sapato usados hoje, inclusive as sandálias de salto alto, na época adotado por homens e mulheres – e também, pelo rei." estilo vanguarda). A intenção do designer foi que as mulheres deixassem uma marca quando fossem vistas indo embora, o solado vermelho. Puro glamour! E claro, foi um sucesso tremendo e ainda é.
Acredito que marcas como a Louboutin tem um diferencial, procurando deixar sua marca num item, num detalhe, fazendo a diferença com criatividade e por isso desencadeando tamanho sucesso. É uma jogada de marketing perfeita! Depois de tal elemento ser criado sempre que aparecer estará associado a marca, fato.
Muitas pessoas acham que Louboutin está errado, porque a moda deve ser para todos e um Louboutin será sempre um Louboutin. De fato, se pudéssemos escolher ($) só usaríamos Louboutin (rs!). Mas será que não é por essa criatividade de Christian nas suas criações que fazem a marca esse sucesso? Os seus produtos únicos? Isso deveria ser preservado. Apesar de sabermos que dificilmente o designer terá controle de tudo o que é produzido, ainda mais se tratando apenas de uma tonalidade vermelha no solado, mas está no seu direito de querer preservar sua obra prima.
Se Carmen Steffans puder provar que já produzia tais calçados, ok, o que eu acho bem possível. Mas se não, deve pagar a indenização exigida. Afinal de contas isso é cópia e quando procuramos um produto de marca, seja qual for, queremos explorar a singularidade daquela marca e usar um produto único. Hoje em dia muitas pessoas confundem inspiração com uma reles cópia barata, é bem diferente! Se não, compraríamos um sapato de solado vermelho na C&A, ou em qualquer loja de departamento mesmo...o que definitivamente não é a mesma coisa de usar um Louboutin.
Na era dos blogs, do Crtl+c/Crtl+v e na deturpação da citação de Lavoisier: "Nada se perde, nada se cria, tudo se copia." Não me espanto com mais nada. Portanto, aprendam com o mestre, não copiem, se inspirem e criem!
Finalizo o post com uma frase de Christian Louboutin: 'Sapatos não são acessórios, e sim atributos'



xxx

3 comentários:

Thaís Araújo disse...

Considero um Louboutin um acessório de desejo para toda mulher!

Beijos.

www.consumisse.blogspot.com

Camille disse...

huummm... discordo... acho que sapatos sao acessorios sim. sou contra o consumismo exacerbado!
hiauhaiuhaih
adorei seu button da marie antoinette aqui do lado!
hehehe
bjs

Kaah Araújo disse...

Ninguém quer ver sua criação sendo copiada na maior cara de pau!
As pessoas acham que copiar é mais fácil do que ter o trabalho de criar o seu!
Essa é a nossa sociedade =/

Bjs,
http://fashionismoecia.blogspot.com

 
Modernne © 2012 | Designed by Rumah Dijual, in collaboration with Buy Dofollow Links! =) , Lastminutes and Ambien Side Effects
Twitter Feed Facebook